Implantar a lavoura olhando para os resultados que deseja colher: Quais os pontos de atenção?

2 minutos para ler

Olhando para as diversas possibilidades de forragens destinadas à produção de silagem, o milho vem se destacando tanto por apresentar elevado potencial produtivo quanto valor nutritivo. Os primeiros passos para produção de silagem são decisivos para o resultado que deseja colher. Assim, o bom posicionamento do híbrido, juntamente com adequada taxa de semeadura, pode trazer reflexos diretos sobre a produtividade da cultura e indireto sobre o desempenho animal. 

Atualmente, a produção de silagem, visando quantidade e qualidade da massa ensilada, é direcionada para alguns pontos que exigem cautela e conhecimento das ferramentas que temos na mão. Passamos por algumas variações, por exemplo, quanto ao número e arqueamento das folhas dos híbridos, onde aqueles materiais com características de folhas mais eretas favorecem o aumento da população sem interferir radicalmente na qualidade da luz que chega no dossel. Ao contrário, elevar a população em materiais que tenham arquitetura diferente desta podem levar a competição por luz entre plantas, onde, na busca por luz, as plantas tendem a crescer mais, porém, este crescimento forçado pode ocasionar uma alteração na composição do produto final, cabendo um ponto de atenção às frações indigestíveis na silagem promovidas pela elevação dos teores de fibra e lignina. 

Além disso, uma outra condição interessante a se observar diz respeito à taxa de semeadura relacionada à maturidade do híbrido. Híbridos mais precoces podem trazer maiores concentrações de amido para silagem, porém apresentam características de menor produção de MS. O contrário é verdadeiro, híbridos com ciclos mais prolongados apresentam elevada participação de folhas e alta produtividade de MS. Assim, os ajustes com a taxa de semeadura em ambas situações podem melhorar a produção de MS de uns e, em outros casos, também promover uma compensação de espigas na lavoura, ajustando uma melhor qualidade da silagem.

Quer saber mais como isso funciona? Entre em contato conosco!

Posts relacionados

Deixe um comentário