Silagem Silagem

SEMPRE: Conhecimento que gera re$ultado – Realocação de silagem: estratégia para quem quer comprar e vender silagem

3 minutos para ler

“Venda de silagem tornou-se  uma oportunidade de negócio” — Dr. Thiago Carvalho da Silva.

Em nosso quinto evento da série “Conhecimento que gera re$ultado” foi abordado o tema “Realocação de silagem: estratégia para quem quer comprar e vender silagem”. O evento foi mediado pela Dra. Cássia Aparecida Soares Freitas, Zootecnista e Doutora em Nutrição Animal da SEMPRE, e exposto pelo Dr. Thiago Carvalho da Silva, agrônomo e Doutor em Zootecnia (UFV), atualmente professor da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA).

Atualmente, o mercado de silagem está consolidado. Uma série de fatores têm impulsionado, cada vez mais, o mercado de compra e venda de silagem, como o comprometimento do planejamento forrageiro ocasionado por questões de instabilidade climática e manejo inadequado da lavoura, levando a perda considerável de produtividade. Outro ponto que tem contribuído para este crescimento surge de demandas de produtores que não possuem maquinário próprio e, para não correr riscos e ficarem na dependência da prestação de serviços terceirizados, compram silagem por reduzir infraestrutura e mão de obra.

Olhando para estas situações surge a oportunidade de realocar a silagem, que nada mais é do que retirar a silagem de um silo e ensilar em outro, sendo o processo iniciado no desabastecimento do silo. E quanto mais rápido for o intervalo entre o novo silo, menores serão os riscos de perdas. 

“Se a silagem for ruim, a realocação será ruim”, afirma Thiago Carvalho

Além disto, a qualidade da silagem realocada é consequência de etapas anteriores a este processo. Por isto, alguns pontos merecem atenção na ensilagem, como: ponto de colheita, compactação, cuidados no armazenamento, principalmente com a qualidade da vedação, tempo de fermentação, uso do inoculante e, inclusive, a qualidade bromatológica da silagem. Estes são aspectos que devem ser informados pelo vendedor e/ou solicitados pelo comprador.

E quais os impactos podem ser evidenciados se a silagem for realocada? Primeiramente, irá depender muito do processo de ensilagem, como dito anteriormente, além do fator tempo –  quanto mais demorar, maior será o risco de perdas. Tem sido observado aumento do teor de matéria seca e temperatura, aumento da população de leveduras e não detectado alterações no perfil fermentativo. Por isto, um outro detalhe interessante é conhecer sobre o uso de inoculantes e de preferência aqueles que tenham em sua composição bactérias heteroláticas que irão contribuir na estabilidade aeróbia da silagem na realocação. Os estudos conduzidos pelo grupo de pesquisa do professor Thiago Carvalho em parceria com outros colaboradores da UFRA, têm apontado o não comprometimento do consumo dos animais.

A SEMPRE busca constantemente levar informações que façam sentido, auxiliando no correto emprego das tecnologias. Temos um time preparado e estamos SEMPRE ao lado do produtor.

Agradecemos a participação de todos. Para quem não pôde estar presente no momento, assista agora o vídeo na íntegra, fique por dentro de cada detalhe e faça uma silagem de milho sem erros!

Link: https://www.youtube.com/watch?v=KK-gnabCA9E

Posts relacionados

Deixe um comentário